Novo concurso da PRF com 500 vagas é autorizado; edital sai até janeiro de 2019

Publicidade 2
(Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal)

Enfim, o tão aguardado concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) está autorizado. De acordo como documento publicado hoje no Diário Oficial da União (veja aqui), o edital terá 500 vagas imediatas para o cargo de Policial Rodoviário Federal, além da formação de cadastro de reserva.

Com a autorização publicada, os próximos passos do concurso serão a definição da comissão organizadora da Polícia Rodoviária Federal, a contratação da empresa responsável pela realização do concurso e, por fim, a elaboração e divulgação do edital de abertura, que deverá ser publicado no prazo máximo de seis meses, ou seja, até o dia 27 de janeiro de 2019.

Entre as atividades do cargo estão a realização de atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, o patrulhamento e o policiamento ostensivo das rodovias federais, além do atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários.

Estudo Antecipado

Para facilitar a sua preparação, o blog Concurseiros organizou a ficha técnica do último concurso da Polícia Rodoviária Federal, já que é possível antecipar os estudos utilizando o programa do edital de 2013. Seguem abaixo as principais informações:

Prazos – O último concurso teve edital lançado pela organizadora Cebraspe (antigo Cespe/UnB) em 11 de junho de 2013 (acesse aqui) e prova escrita 62 dias depois, em 11 de agosto de 2013. A prova escrita (baixe aqui) teve duração de 4 horas e 30 minutos, com 120 questões objetivas, além da redação, composta de um texto dissertativo.

Etapas – O concurso teve duas etapas. A primeira foi dividida em 7 fases: provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório; prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório; exame de capacidade física, de caráter eliminatório; avaliação de saúde, de caráter eliminatório; avaliação psicológica, de caráter eliminatório; investigação social e(ou) funcional, de caráter eliminatório; avaliação de títulos, de caráter classificatório. Todas as fases da primeira etapa e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência foram realizadas nas 26 capitais dos estados e no Distrito Federal. A segunda etapa foi o Curso de Formação Profissional, de caráter eliminatório e classificatório, de responsabilidade da Polícia Rodoviária Federal e do CESPE/UnB.

Matérias – Na prova escrita foram cobrados conhecimentos em Língua Portuguesa, Matemática, Noções de Direito Constitucional, Ética no Serviço Público, Noções de Informática, Direito Administrativo, Penal, Processual Penal, Legislação Especial, Direitos Humanos e Cidadania, Legislação Relativa a DPRF e Física aplicada à perícia de acidentes rodoviários.

Validade – A validade do concurso (um ano) foi prorrogada e encerrou em 23 de maio de 2016 (acesse aqui).

Requisitos Básicos – Para ingressar no cargo de Policial Rodoviário Federal foi exigido, entre outros requisitos básicos listados no edital de abertura, a formação superior em qualquer área e, ainda, a carteira de habilitação na categoria B ou superior.

Redação Se Liga Alagoinhas com Gazeta do Povo

Deixe uma resposta