SAAE alerta usuários para a necessidade de cuidados com rede de esgoto

Publicidade 2

A Coordenação de Redes e Ramais de Esgoto (CRRE), realiza, cotidianamente, a manutenção preventiva e corretiva das redes e ramais de esgoto implantados pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), a manutenção das estações de tratamento de esgoto e a realização de novas ligações de esgoto.

Todavia, os usuários também têm responsabilidades para que a rede de esgoto funcione devidamente: não direcionar o esgoto para a rede de drenagem; não descartar papel higiênico, band-aid, cotonete, absorvente, preservativo, fio dental, fralda no vaso sanitário nem restos de comida e de gordura, cascas de vegetais, caroços, palitos, pó de café na pia da cozinha; não deixar a caixa de passagem destampada.

Ações como essas são os grandes vilões quando o assunto é o entupimento das tubulações internas e o retorno do esgoto. Há ainda o aumento no risco à saúde, do dano ao meio ambiente e do perigo de comprometer os equipamentos responsáveis pela coleta, distribuição e tratamento do esgoto, uma vez que todas as etapas funcionam de maneira interligada.

Mesmo com a manutenção preventiva, realizada periodicamente pelo SAAE, o excesso de areia e detritos – ocasionado por uma caixa sem tampa ou pela sua destinação incorreta nos ralos – pode inclusive desgastar o motor de uma bomba, superaquecê-la ou mesmo inutilizá-la.

O Sistema de Tratamento de Esgoto do Conjunto Urupiara, por exemplo, tem demandado serviços de manutenção com frequência. Somente em 2018, a bomba já precisou ser reparada sete vezes, e isso em decorrência de lançamento de resíduos sólidos na rede de esgoto, numa lista de itens que vai de pasta e escova de dentes a pano, entulho e calcinha.

As consequências são insatisfatórias para todos os envolvidos: para o SAAE, em termos de despesas; e para os usuários, levando-se em conta que o serviço regular é interrompido durante o conserto do equipamento, o qual muitas vezes depende de peças compradas apenas por encomenda.

Por isso é importante que as duas partes cumpram suas obrigações. À autarquia compete a responsabilidade pela rede pública de esgoto e da caixa de inspeção situada no passeio do imóvel. O usuário, por sua vez, deve jogar o lixo na lixeira e conservar as caixas de passagem do imóvel para facilitar a desobstrução e a tampa lacrada sendo aberta apenas em caso de necessidade.

 

Além do atendimento presencial no Posto de Atendimento (Rua Moreira Rego,9977, Centro), há o WhatsApp e o Call Center. Pelo aplicativo, basta enviar uma mensagem (75) 981804500; o retorno sempre é instantâneo. Pelo Call Center, é só ligar gratuitamente para 0800 702 7065.

ASCOM
Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE Alagoinhas

Deixe uma resposta