Número de mortes por H1N1 na Bahia chega a 28 no ano

Publicidade 2

O número de mortes causados pela gripe H1N1 na Bahia este ano aumentou para 28, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (4) pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Até 30 de junho foram notificados 1.351 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 199 mortes – 208 desses casos eram da Influenza A H1N1.

Foram confirmados casos de H1N1 em 51 municípios e os óbitos ocorreram em 15 deles. Salvador registrou 14 mortes. Os outros municípios com registro de óbitos foram: Apuarema (1); Camaçari (1); Feira de Santana (1); Irará (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (1); Monte Santo (1); Morro do Chapéu (1); Retirolândia (1); Saúde (1); Sapeaçu (1); Saúde (1), Serrinha (1); Uruçuca (1) e Vitória da Conquista (1).

A faixa etária de maior ocorrência ficou os maiores de 60 anos e entre os menores de cinco anos – 62,4% das mortes foram nesses grupos.

Vacinação
Mais de 541 mil pessoas do público alvo foram vacinadas em Salvador durante a campanha nacional de vacinação contra gripe iniciada em 23 de abril. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o município atingiu a meta de imunizar pelo menos 90% do público alvo até o término da campanha, no último dia 22.

O grupo prioritário da campanha são pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. 

Gripe
Existem três tipos de vírus influenza/gripe que circulam no Brasil: A, B e C. O tipo C causa apenas infecções respiratórias brandas, não possui impacto na saúde pública, e não está relacionado com epidemias. O vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável por grandes pandemias como a da H1N1. A vacina contra gripe ofertada no Sistema Único de Saúde (SUS) protege contra estes tipos de três vírus.

Fonte: Correio 24h

Deixe uma resposta