Vagão do metrô é reservado para colégio particular e passageiros se revoltam

Publicidade 2
Foto: Reprodução

Passageiros do metrô de Salvador relataram, nas redes sociais, transtornos causados por uma ação da CCR Metrô, que teria reservado vagões do transporte para uma escola particular da capital baiana, situada na região da Pituba.

De acordo com uma passageira, que prefere não se identificar, na tarde da última terça, 19, por volta das 15:40, houve uma grande aglomeração no acesso a um trem do transporte na estação da Lapa. Ao conseguir entrar, ela constatou que haviam dois vagões mais vazios e ocupados apenas por estudantes do Colégio Integral. “Haviam três seguranças na divisória para que ninguém entrasse no local reservado. Todos os passageiros acharam um absurdo.”

A usuária do transporte mostrou-se indignada com o ocorrido, “O metrô é um transporte público, se todos pagaram, todos deveriam ter o direito de utilizar. Não tinha mais condições de recolher pessoas em outras estações. Enquanto as pessoas reclamavam, os alunos riam e cantavam em tom de deboche.”

De acordo com a assessoria de imprensa da CCR Metrô a presença dos estudantes está relacionada ao programa de visitas “Nos Trilhos da CCR Metrô Bahia”, que recebe pessoas interessadas em conhecer os sistema metroviário. Apesar do relato da passageira, a concessionaria afirma que apenas o primeiro vagão foi reservado para a atividade.

Em nota, a instituição de ensino afirmou que a presença dos alunos no metrô fez parte de um programa da concessionária, e que estas visitas atendem escolas públicas e privadas, setores acadêmicos, empresas, representantes de governo, grupos e público em geral. O colégio reforçou que preza pela cidadania e respeito com o ser humano, sendo contra qualquer atitude que não seja compatível com os princípios da instituição. 

Fonte: A Tarde

Deixe uma resposta