Catador confessa estrangulamento de estudante em Feira, diz polícia

Publicidade 2
Foto: Reprodução

O catador de materiais recicláveis Gilmar Dantas dos Santos, 41 anos, levou um susto quando abriu a porta de casa na manhã desta terça-feira (19). Policiais da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana chegaram cedo na Rua Porto Seguro, no bairro Jardim Cruzeiro, para prendê-lo pelo estupro e assassinato da estudante Bruna Santana Mendes, 16, em fevereiro deste ano. Ele confessou o crime.

O titular da Delegacia de Homicídios de Feira, Fabrício Linard, contou que Gilmar não resistiu à prisão. Ele entrou na viatura e foi levado até a delegacia, onde contou aos policiais o passo a passo até o assassinato da estudante. O catador já é investigado por outros dois processos por estupro, em Conceição do Jacuípe, município vizinho.

A prova surgiu na sexta-feira (15), quando o exame de DNA que analisou o material encontrado embaixo das unhas de Bruna comprovou que era de Gilmar. A polícia acredita que a jovem lutou para tentar escapar das agressões e arranhou o assassino, o que permitiu que o DNA dele ficasse nas unhas dela.

Fonte: Correio 24h

Deixe uma resposta