Guardas municipais de Esplanada aderem a greve geral de servidores

Publicidade 2

Dezenas de guardas civis municipais aderiram nessa terça-feira (05), à greve geral dos servidores. O ato simbólico confirmando a adesão aconteceu pela manhã na base da corporação que fica localizada na avenida J.J. Seabra. 

Os GCMs pleiteiam atenção da gestão no que diz respeito a exoneração do atual diretor da corporação GCM Alberto Mário e o subdiretor Bruno Charles. Para os GCMs, os servidores em questão se utilizaram de persuasão e abuso de cargo ao realizar diversas remoções de Guardas de seus locais de trabalho para outros locais com grande frequência. Alguns até por 16 vezes.
A insatisfação da categoria se estende desde o início do ano quando as mudanças de postos de trabalho começaram a acontecer sistematicamente com determinados servidores.
Os GCMs insatisfeitos acreditam que as ações da atual diretoria são meramente perseguidoras, o que teria desencadeado uma série de manifestações internas.

Outras reivindicações
Além disso, guardas municipais cobram da gestão municipal investimento na categoria que entrou em desfasagem há meses, ficando dessa forma, sem condições de prestar um serviço mais qualificado á população. 
Plano de cargos e salários, falta de novos fardamentos, equipamentos, novas viaturas e carteiras funcionais também fazem parte da lista de reivindicações da categoria.

Diretor se defende
Por outro lado, o atual diretor Alberto Mário alega que a insatisfação se dá por conta somente de alguns GCMs que em outras gestões tiveram privilégios e agora não aceitam normativas contidas no regimento da corporação e se colocam como vitimas.
O Diretor alega ainda que as manifestações de alguns é de caráter puramente político.

A greve dos servidores públicos municipais de Esplanada foi iniciada nesta segunda-feira dia 04, e segundo o sindicato, continuará por tempo indeterminado.

Fonte: Esplanada News

Deixe uma resposta