DESCASO: Porque o prefeito de Esplanada ainda não fez a doação do galpão da Kardiê para a Propex?

Publicidade 2
Foto: Divulgação

8 meses de blá, blá, blá e nada do Projeto de Lei do Executivo chegar ao Legislativo para ser votado e aprovado, doando o antigo galpão da Kardiê para a Propex. Enquanto a gestão municipal não se prontifica publicamente em tratar desse assunto, dezenas de pessoas estão desempregadas e passando necessidade em Esplanada. Estão vendo a oportunidade em ter uma carteira assinada e seus direitos trabalhistas garantidos por uma empresa séria e que está sendo impedida de se expandir, por conta da negligência e falta de atenção na geração de emprego e renda da gestão municipal.

Quem nessa gestão está travando esse processo de doação e de crescimento do polo industrial da cidade, e porque motivo?  Não pode haver outra razão, para um simples processo que vai beneficiar diretamente dezenas de pessoas, não evoluir há 8 meses.

O vereador Gilson Lima (PSL) disse hoje no plenário da Câmara, que pediu ao ex-Governador e ex-Secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia Jaques Wagner e o Deputado Alex Lima (PSB), que busquem junto ao Governador Rui Costa uma outra solução para Esplanada não perder a Propex para outro município. “Já que o prefeito não se prontifica a fazer o simples, eu pedi apoio ao ex-governador e ao deputado Alex Lima (PSB), para não perdermos a condição de manter a Propex aqui e tentar viabilizara construção desse galpão com à ajuda do governo do estado, e, diga-se de passagem, governo nunca deixou de nos atender no crescimento industrial do município entre outros”. Afirmou o vereador Gilson Lima.

Será que a gestão está realmente preocupada em gerar emprego e renda para o cidadão esplanadense? Pois não é o que parece. Além do comércio local sofrer na pele a falta de investimento no setor, o cidadão perde a condição de ter o seu emprego, por causa desse descaso administrativo. Sem falar que esse galpão está totalmente destruído, por conta de uma invasão e que a Propex ainda teria que reformar, pois a prefeitura alega não ter verba para tal.

Fonte: Esplanagora

Deixe uma resposta