Após ganhar a Série B do Baiano, Lira sonha em faturar o Brasileirão com Bahia ou Vitória

Publicidade 2
Foto: Divulgação

Em 2012, o técnico Arnaldo Lira conquistou o Campeonato Baiano comandando o Bahia de Feira. No último sábado (26), o treinador levantou mais um caneco do certame estadual, desta vez à frente do Atlético de Alagoinhas, pela Série B do Baiano. Ainda vibrando com a consagração, Lira brincou dizendo faltar apenas o título do Campeonato Brasileiro.

 “Graças a Deus eu ganhei todos os títulos que tem aqui na Bahia. Só se inventarem mais uma, porque da Segunda para cá… Só se eu for campeão brasileiro com o Bahia ou com o Vitória. Mas os caras não me levam, porque eu não perco nem com o Bahia e nem com o Vitória”, declarou em entrevista ao Bahia Notícias. 

Dono da melhor campanha da Série B, o Atlético empatou os dois jogos com o PFC-Cajazeiras no confronto da final. Com a vantagem de jogar por dois resultados iguais, o Carcará ficou com o título e o acesso à elite do futebol baiano no ano que vem. Durante a partida do último sábado, o time de Alagoinhas sofreu o primeiro gol ainda no primeiro tempo e só chegou à igualdade no placar na metade da etapa final. No entanto, Lira disse que não se desesperou por acreditar que o tento sairia em questão de tempo. 

“Eles fizeram o gol e ficaram todo atrás, fazendo anti-jogo, cêra. Nós ficamos dominando e eu sabia o gol seria questão de tempo. Acabou acontecendo e premiando que se apresentou melhor durante a competição”, analisou. Arnaldo Lira disse que o campeonato foi até mais difícil do que imaginava. “Eu achei que a segunda divisão fosse até mais tranquila, porque no ano passado eu vi o campeonato muito fraco.

Mas nesse ano foi muito difícil, porque os times se reforçaram bem. O Cajazeiras fez um time bom, o próprio Teixeira de Freitas que ganhou da gente, o Conquista… Então, foi duro, foi difícil, mas graças a Deus mais uma vez eu consegui ganhar aqui na Bahia. No final deu certo!”, falou. O presidente do Atlético, Raimundo Queiroz, disse ao Bahia Notícias que o diferencial da equipe foi ter feito o planejamento com antecedência. Arnaldo Lira e alguns jogadores do elenco foram contratados ainda no final do ano passado. Para 2019, o mandatário do Carcará quer repetir a fórmula e pretende renovar com o treinador.

Para Lira, ainda é cedo para definir o futuro, mas disse conversará com calma com os dirigentes. “O Queiroz quer que eu fique, o prefeito também quer que eu fique, mas vamos conversar, porque ainda está longe, né? Vamos conversar com calma. Mas eles não querem que eu saia não. Vamos ver como isso vai ser equacionado”, finalizou.

Para Lira, ainda é cedo para definir o futuro, mas disse conversará com calma com os dirigentes. “O Queiroz quer que eu fique, o prefeito também quer que eu fique, mas vamos conversar, porque ainda está longe, né? Vamos conversar com calma. Mas eles não querem que eu saia não. Vamos ver como isso vai ser equacionado”, finalizou.

Fonte: BN

Deixe uma resposta