Audiência pública apresenta trabalhos e aplicação dos recursos recebidos pela Pastoral do Menor de Alagoinhas no ano de 2017

Publicidade 2

De autoria do vereador João Henrique Paolilo, foi realizada na última quarta-feira (23), na Câmara Municipal de Alagoinhas, uma Audiência Pública que teve por finalidade apresentar a evolução dos trabalhos e aplicação dos recursos recebidos pela Pastoral do Menor de Alagoinhas no ano de 2017. O presidente Roberto Torres, ao abrir o encontro, falou da felicidade em contribuir com a entidade através de suas emendas e ressaltou a importância da mesma para as crianças e adolescentes do município.

Além do vereador autor, a mesa foi composta por: Padre Freddy Goven, fundador da PAMA, Yuri Nascimento, diretor e representante da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS), Jean Mutti, subsecretário da Secretaria Municipal de Educação, Simone Lima, conselheira tutelar e Capitã Aurenivea, representando o 4º BPM.

Ao iniciar a Audiência, João Henrique justificou a sua realização: “Essa audiência foi fruto de um trabalho importante iniciado em 2017 e após as determinações da primeira audiência surgiu o compromisso, a ideia de que ano a ano nós pudéssemos acompanhar a evolução, as necessidades e o que a Pastoral desenvolveu ao longo de cada ano. O ano de 2017 foi um ano de muitos desafios, de muita importância com a ajuda de vários vereadores que puderam colocar emendas para a Pastoral do Menor e aqui agora iniciamos essa segunda audiência pública realizada pelo meu mandato”.

O fundador da entidade, durante a fala, orientando à palavra ao vereador pontuou: “Nós vamos continuar o nosso trabalho e você se juntou a nós pelo qual eu muito agradeço e que a gente possa construir um município cada vez melhor”. A presidente da entidade, Diva Rabelo, e Vanderlon Santana apresentaram em slides os projetos atendidos pela instituição, a exemplo do “Arca de Nóe” que tem como parceiros a SEDUC e a Escola Menino Jesus (atende 240 crianças entre 6 e 11 anos), “Arte pela vida” que tem como parceiros os vereadores Roberto Torres, João Henrique, Luciano Sérgio, Luciano Almeida e Raimundo Gode (atende 180 adolescentes entre 12 e 17 anos), “Jovem Aprendiz” que possui diversos parceiros (atende 60 adolescentes e jovens entre 17 e 22 anos), “Conviver” (120 famílias de educados da entidade) e o “Abrigo Sementes do Amor” (30 crianças e adolescentes encaminhadas através do Conselho Tutelar, Vara da Infância e Juventude e MP). A presidente falou da felicidade em relação à proximidade (cada vez maior) da sociedade com o trabalho desenvolvido pela Pastoral do Menor.

Ao final do encontro, o vereador João Henrique agradeceu a presença de todos e leu para o público, trechos da literatura de Cordel produzida pelo cordelista José Olívio nos 15 anos da Pastoral do Menor em homenagem aos trabalhos desempenhados pela entidade: “Há um menino de rua e o que na rua mora. Pra evitar o conflito resolvido sem demora criou-se a cooperativa pra ninguém ficar de fora. Um boxe no Carneirão ao grupo foi concedido. Como um grãozinho de mostarda num solo já ressequido. Fez renascer a esperança de quem já havia perdido”.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas

Deixe uma resposta