4° BPM define esquema de segurança para final do Campeonato Baiano da série B entre Atlético de Alagoinhas e PFZ Cajazeiras

Publicidade 2
Foto: 4° BPM

O esquema de segurança para o jogo entre o Atlético de Alagoinhas e o PFC Cajazeiras pela final do Campeonato baiano da série B, no sábado (26), foi definido pela Polícia Militar nesta quinta-feira (24) em reunião com outros órgãos de segurança pública, integrantes dos clubes, das torcidas organizadas e órgão da imprensa. A partida acontece às 16h, no Estádio Antonio Carneiro ( Carneirão), em Alagoinhas.

De acordo com a PM, o Batalhão de Polícia fará 02 pontos de bloqueio no entorno do estádio, a partir das 12 horas de sábado, para orientar o trânsito e limitar o acesso de veículos às ruas pelas quais passarão as delegações e as torcidas.

O acesso só será liberado aos moradores e às pessoas com ingresso. Policiais militares vão atuar em toda a cidade desde o início dia e equipes do 4° BPM, a pé, farão bloqueios no interior do estádio e em pontos nas proximidades do Carneirão.

Foto: 4° BPM

A operação contará também com o Batalhão de Polícia Militar da Rodesp, Ceto e Cael , e batedores para acompanhar a escolta da torcida na ida e na volta, além de dar apoio às equipes. A Guarda Municipal vai atuar com equipes nos locais de maior aglomeração de pessoas, nos eixos de transporte, com o apoio da PM.

Os fiscais da Secretaria Municipal de serviços públicos estarão nas imediações do estádio para inibir o comércio ambulante. De acordo com o chefe de Planejamento do 4° BPM, major Clemerson , ficou definido com os representantes das torcidas organizadas que os atleticanos terão lugar oposto que estão acostumados a ficarem na arquibancada para manter a segurança e prevenção contra qualquer tipo de brigas de torcidas.

“Teremos o policiamento reforçado em toda a cidade, mas orientamos a todos, principalmente os torcedores que gostam de ir caracterizados ao jogo, que respeitem o horário de deslocamento definido e a outra torcida. O objetivo é evitar encontros de torcedores adversários e situações de tumulto e rixa”, explicou o major Clemerson.

Foto: 4° BPM

O comandante Tenente Coronel Jarbas, acrescenta que também ficou acordado na reunião que a torcida atleticana poderá entrar no estádio com suas bandeiras, com os seus instrumentos de percussão. O comandante Jarbas salientou aos torcedores que não levem sinalizadores e nem fogos, pois não são permitidos e com não cumprimento da lei poderá prejudicar o clube que é o mandante do jogo que será responsabilizado, acrescentou o comandante.

O policiamento do jogo será coordenado pelo 4° Batalhão de Polícia Militar , e contará com o apoio da CETO, Rodesp, CAEL, Regimento de Polícia Montada (RPMon), além da SMTT, Guarda Municipal, SESEP  secretaria de serviços público, Corpo de Bombeiros, do Poder Judiciário e da Polícia Civil.

 

Por: Marcio Ramos/ Jornalista DRT 5202/BA Conselheiro da ABI

Deixe uma resposta