Caminhoneiros fazem segundo dia de protestos nas rodovias baianas

Publicidade 2
Foto: David Ribeiro / Se Liga Alagoinhas

Caminhoneiros voltaram a protestar em rodovias baianas e de todo o país nesta terça-feira (22), contra o aumento do preço do diesel. Vias que cortam o estado já tinham sido interditadas na segunda-feira (21), juntamente com outras rodovias estaduais e federais, em protesto nacional da categoria.

BA-535

Os caminhoneiros usaram veículos para fazer bloqueios na BA-535, Via Parafuso, desde o início da manhã até por volta do meio-dia. Inicialmente, eles fecharam os dois sentidos da rodovia, mas depois resolveram liberar uma faixa de cada lado, tanto para quem vai para Camaçari quanto para quem segue para Salvador. Por volta das 10h, foi registrado cerca de 1 km de engarrafamento, em cada um dos sentidos na região.

BR-101

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a categoria também protesta no km 360 da BR-101, perto de Wenceslau Guimarães, no sul da Bahia. A via está totalmente interditada.

Os caminhoneiros se concentram no acostamento de outro trecho da BR-101, próximo a Alagoinhas, região nordeste do estado. O trânsito ficou complicado no início da manhã no local, por conta do fluxo pesado de veículos, mas depois o tráfego passou a fluir normalmente. Os manifestantes deixam passar carros e só param carretas e caminhões.

No sul da Bahia, em Nova Viçosa, os manifestantes passaram a noite na região, de segunda-feira para terça. Os motoristas estão na margem da rodovia e também deixam passar carros. Conforme a PRF, os manifestantes abordam os veículos de carga para convencer seus condutores a aderir ao movimento. Não há registro de engarrafamento.

Foto: David Ribeiro / Se Liga Alagoinhas

BR-324

Conforme a PRF, em Riachão do Jacuípe, BR-324, km 441, os veículos de carga estão parados em postos de combustíveis e ao longo do acostamento, sem prosseguir viagem.

BR-116

O protesto que começou na segunda também continua na BR-116, na altura das cidades de Vitória da Conquista, Itatim, e Poções, todas no sudoeste da Bahia, segundo a concessionária Via Bahia, que administra a rodovia. Conforme a PRF, a manifestação ainda ocorre em Jequié, também no sudoeste baiano. Os protestos não afetam o trânsito, pois os manifestantes também só param carretas e caminhões. Os veículos ficam parados fora da via.

Segundo a PRF, em outro trecho da BR-116, na altura de Feira de Santana, uma faixa está ocupada pelos caminhoneiros em cada um dos dois sentidos e só não passam caminhões.

Em Teofilândia, no km 338 da BR-116, de acordo com a PRF, os veículos de carga estão parados em postos de combustíveis e ao longo do acostamento, sem prosseguir viagem. Imagens gravadas no local mostram pneus sendo queimados na via.

Segundo a Via Bahia, no Km 459, no trecho da cidade de Santo Estevão, o protesto bloqueia pista no sentido sul e no sentido inverso, o tráfego está fluindo.

Fonte: G1

Deixe uma resposta