Prefeito e secretário de saúde visitam postos de vacinação no Dia D Contra Gripe

Publicidade 2
Foto: Heloísa Gomes / SECOM

A campanha de mobilização para vacinação contra a gripe foi iniciada desde o dia 23 de abril, para o grupo prioritário, segundo determinação do Ministério da Saúde, indivíduos com 60 anos ou mais, crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores da rede de saúde (pública e privada), professores, indígenas, portadores de doenças crônicas, jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade. A mobilização segue até primeiro de junho.

Neste sábado, Dia D Contra a Gripe, o prefeito Joaquim Neto e o secretário de Saúde, Moacir Lira visitaram unidades de saúde para acompanhar o fluxo de vacinação. “Eu faço questão de acompanhar de perto o atendimento. Queremos garantir imunidade para todas as pessoas do grupo prioritário que nos procurarem. Todas as unidades de saúde, a 3ª DIRES e a sede da Vigilância em Saúde estão aplicando a vacina justamente para que a gente consiga dar conta da demanda”, disse Joaquim Neto.

O sábado de vacinação foi tranqüilo, o maior fluxo registrado para Secretaria Municipal de Saúde foi durante os dias úteis da semana, com marca de 8.120 pessoas imunizadas até a última quarta-feira (9), os números atualizados serão divulgados na próxima segunda-feira (14), pela secretaria.

Além da visita aos postos de vacinação, o prefeito, junto com o secretário de saúde, reuniu-se com representantes da 3ª DIRES, para articulações importantes. Uma delas é a transferência da sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para uma nova sede, na Rua Minas Gerais, Jardim Petrolar, o gestor, inclusive, visitou as obras de readequação do local para receber a equipe do SAMU.

“Nossa preocupação é acomodar a equipe em um ambiente de qualidade para o trabalho de atendimento, este prédio é novo e atende nossas necessidades. A atual sede está localizada em uma infraestrutura antiga, que pertence ao governo estadual e precisamos devolver ao estado”, afirma Moacir Lira.

Deixe uma resposta