Mulheres assistidas pelo CRAM participam de evento em homenagem ao Dia das Mães

Publicidade 2

A tarde desta quarta-feira (9) foi bastante especial para as mulheres assistidas pelo Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM). Todas participaram de uma experiência sociopsicodramática, nela foi proposta pela psicóloga do CRAM, Rhane Paula, um trabalho físico, energético e emocional, a partir da “Vivência Com a Bênção do Útero”. A proposta da atividade era promover uma reflexão para ressignificação da história daquelas mulheres com o útero, símbolo da maternidade e da relação das mulheres com essa etapa.

O momento possibilitou depoimentos emocionados das mulheres que participaram da atividade e também o fortalecimento da importância da sororidade e para o empoderamento de mulheres. “Fizemos uma dinâmica relacionada a troca de energias e conexões. Envolvemos as cadeiras em um cordão, oferecemos três fitas e provocamos cada uma delas para que pensassem em uma mulher que amam, em outra que não tem afinidade e numa que sequer conhecem, mas que sentem que precisa de amor e acolhimento.

Então sugerimos que elas amarrassem suas fitas no cordão e transferissem amor e boas energias, porque esta última mulher simboliza todas aquelas que passaram pelo CRAM, as que ainda estão conosco e tantas outras que passarão por aqui. Todas elas precisam de amor e acolhimento e através dessa experiência experimentamos a sororidade e emanamos boas energias”, explica Rhane Paula, psicóloga do CRAM.

Todas elas participaram também de um momento de homenagem ao Dia das Mães, comemorado no próximo domingo (13). “É muito bom viver um dia como esse. Saber que se importam com a gente e se sentir segura é importante. Gostei muito dessa comemoração antecipada do Dia das Mães, estou muito feliz”, comentou uma das mulheres assistidas.

Deixe uma resposta