Secretário da Saúde do Estado inspeciona obras da policlínica de Alagoinhas e de outras cidades do interior

Publicidade 2
Mais quatro policlínicas serão entregues à população ainda neste semestre. Para isso, o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, tem acompanhado de perto o andamento das obras. Nesta sexta-feira (04), o gestor está visitando as unidades de Feira de Santana, Alagoinhas, Valença e Santo Antônio de Jesus, que estão em fase final de acabamento.
 
As quatro policlínicas, que têm investimentos superiores a R$ 100 milhões, vão beneficiar moradores de 87 municípios. De acordo com o secretário, as obras estão em ritmo acelerado e mais de 90% concluídas. “Vamos inaugurar estas quatro policlínicas dentro do cronograma estabelecido e temos outras unidades em construção ou prontas para ordem de serviço, como nos municípios de Salvador, Vitória da Conquista, Paulo Afonso, Juazeiro, Senhor do Bonfim e Jacobina”, destaca o secretário.
 
As policlínicas fazem parte dos Consórcios Públicos de Saúde, iniciativa do Governo da Bahia para levar atendimento especializado e exames de alta complexidade ao interior, evitando, com isso, que os pacientes se desloquem para os grandes centros em busca desses serviços. Entre os diferenciais desse projeto, o destaque vai para o modelo de financiamento, visto que o Estado investe na construção e aquisição de equipamentos e micro-ônibus, além de custear 40% da manutenção. Aos municípios consorciados cabe o rateio dos 60% restantes da manutenção da policlínica.
 
As policlínicas oferecem consultas em até 18 especialidades diferentes, além de exames como ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, ecocardiografia, eletroencefalograma, endoscopia e colonoscopia.
 
Para o deslocamento dos pacientes, são disponibilizados micro-ônibus com ar condicionado que buscam os moradores nos seus municípios e os levam até às policlínicas. Após as consultas, eles são levados de volta para suas residências.
 
Em 2017 foram inauguradas quatro unidades, que somadas a estas quatro que serão entregues, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 200 milhões apenas na construção e aquisição de equipamentos, isso sem contabilizar os gastos com o funcionamento.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta