Mais de um milhão de pessoas já se inscreveram no Encceja 2018

Publicidade 2

Às 10h desta terça-feira, 24 de abril, o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Nacional) 2018 registrou um 1.021.233 inscrições, sendo 196.435 para o Ensino Fundamental e 824.798 para o Ensino Médio. As inscrições ficam abertas até 23h59 desta sexta-feira, 27 de abril, no endereço enccejanacional.inep.gov.brEm 2017, quando o Exame voltou a certificar o Ensino Médio, foram 1,5 milhão de inscritos.

O Encceja é direcionado a jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada. A participação é voluntária e gratuita, mas existe uma idade mínima exigida. Quem visa a Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental precisa ter 15 anos completos na data de realização do Exame, em 5 de agosto. Quem visa a Certificação de Conclusão do Ensino Médio precisa ter 18 anos completos. Maiores de 18 anos, se desejarem, podem se inscrever diretamente para o Ensino Médio.

Os resultados individuais do Encceja permitem a emissão de dois documentos distintos: a Certificação de Conclusão de Ensino Fundamental ou do Ensino Médio, para o participante que conseguir a nota mínima exigida nas quatro provas objetivas e na redação; e a Declaração Parcial de Proficiência, para o participante que conseguir a nota mínima exigida em uma das quatro provas, ou em mais de uma, mas não em todas.

Com o objetivo de auxiliar os participantes, o Inep preparou um passo-a-passo com orientações para a inscrição. O participante deve ficar atento porque algumas escolhas não podem ser alteradas, caso das respostas ao Questionário Socioeconômico. Outras informações só podem ser alteradas durante o período de inscrição, caso da cidade onde prefere fazer as provas, o nível de ensino e áreas do conhecimento. 

Durante a inscrição, o participante deve escolher, por exemplo, a instituição certificadora na qual pretende solicitar o certificado ou a declaração parcial de proficiência, caso consiga a nota mínima exigida. Também precisa ficar atento à seleção das áreas de conhecimento. Quem visa o Certificado de Conclusão do Ensino Fundamental ou do Ensino Médio precisa ter proficiência nas quatro áreas do conhecimento e na redação.

O participante que já tem alguma declaração parcial de proficiência, obtida em edições passadas do Enem ou do próprio Encceja, fica liberado de fazer a prova da área na qual já tem proficiência comprovada. Quem não tem uma declaração parcial de proficiência deve escolher fazer todas as provas do nível de ensino para o qual busca a certificação. Uma novidade desta edição é que o participante que obteve nota mínima em qualquer área do conhecimento no Encceja 2017 não terá a opção dessa área este ano. Automaticamente, o sistema de inscrição apresentará para seleção apenas as áreas de conhecimento que o participante ainda precisa fazer para solicitar o certificado.

Outra melhoria é relacionada aos atendimentos. Os participantes que solicitaram atendimento especializado no Encceja 2017 e tiveram seu documento comprobatório aprovado não precisarão enviar novamente a documentação. Se a solicitação de atendimento especializado for a mesma, ela será aprovada automaticamente. As solicitações de atendimento por nome social são posteriores à inscrição, e devem ser feitas entre 30 de abril e 4 de maio.

O Encceja Nacional será realizado em 5 de agosto. As provas no turno matutino serão aplicadas às 9h e as do turno vespertino, às 15h30. Em todas as localidades deverá ser seguido o Horário de Brasília – DF. A divulgação dos resultados está prevista para o último trimestre de 2018. Além do Encceja Nacional, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) também aplicará o Encceja Exterior, em 16 de setembro, para brasileiros que vivem em outros países. Também serão realizadas edições para pessoas privadas de liberdade no Brasil e no exterior. Essas duas edições serão realizadas em setembro, sendo no Exterior entre os dias 17 e 21, e no Brasil nos dias 18 e 19.

Encceja – O Exame é composto por quatro provas objetivas por nível de ensino e uma redação. Cada prova tem 30 questões de múltipla escolha por prova. No Ensino Fundamental, as áreas de conhecimento avaliadas são: Ciências Naturais; Matemática; Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e Redação; e História e Geografia. No Ensino Médio, as áreas são: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação; e Ciências Humanas e suas Tecnologias.

Clique aqui para fazer a inscrição
Clique aqui para conferir o passo a passo

Deixe uma resposta