Aprovadas 87% das solicitações de isenção da taxa de inscrição do Enem 2018

Publicidade 2

O resultado das solicitações de isenção da taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, e das justificativas de ausência no Enem 2017, estão disponíveis para consulta na Página do Participante desde 10h desta segunda-feira, 23 de abril. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) aprovou 87% das 3.818.663 solicitações, garantindo a 3.318.149 pessoas o direito de não pagar inscrição. Esse número pode subir após o período de recursos, também aberto na manhã desta segunda-feira.

As 500.513 pessoas que tiveram a solicitação de isenção ou a justificativa de ausência reprovadas terão direito a entrar com recursos entre 10h de 23 de abril e 23h59 (Horário de Brasília – DF) de 29 de abril. Esse período é uma das novidades da edição. Tanto para ver o resultado, quanto para entrar com recurso, é preciso informar CPF e senha cadastrada. Todos os interessados em fazer o Enem, com solicitações aprovadas ou não, deverão fazer a inscrição entre 7 e 18 de maio.

Recurso de isenção – A solicitação de isenção da taxa de inscrição do Enem 2018 poderia ser feita por quatro perfis de pessoas. Das 3.818.663 pessoas que solicitaram isenção, 500.513 foram reprovados e poderão apresentar novos comprovantes durante o período de recursos. O resultado do recurso será divulgado em 5 de maio. Quem teve a isenção aprovada já está liberado do pagamento da taxa, mas deve fazer a inscrição normalmente entre 7 e 18 de maio.

DETALHAMENTO DOS PEDIDOS DE ISENÇÃO 

Quem está cursando a última série do Ensino Médio, em 2018, em escola da rede pública declarada ao Censo Escolar
Solicitações – 971.924

Aprovados – 956.128
Diferença – 15.796

Quem atingiu nota mínima para certificação do ensino médio nas áreas para as quais se inscreveu no Encceja 2017
Solicitações Aprovados – 3.334

Total Aprovados – 3.285
Diferença – 49

Quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada; e tem renda, por pessoa, igual ou menor que um salário mínimo e meio – Lei 12.799, de 10 de abril de 2013
Solicitações – 2.221.639

Aprovados – 2.089.666
Diferença – 131.973

Quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda que possua Número de Identificação Social (NIS), único e válido; e tem renda familiar por pessoa de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos – Decreto 6135, de 26 de junho de 2007
Solicitações – 276.647

Aprovados – 269.070
Diferença – 7.577

Clique aqui para conferir os documentos aceitos nos recursos de solicitação de isenção

Recurso de justificativa de ausência – A justificativa de ausência era necessária para aqueles que tiveram a isenção no ano passado, não compareceram aos dois dias de prova e pleiteavam nova isenção. Das 208.588 pessoas que acessaram o sistema para justificar ausência no Enem 2017, apenas 8.486 apresentaram alguma documentação. As demais 200.102 pessoas afirmaram não ter documentos comprobatórios. Das 8.486 justificativas com documentos, 4.141 foram reprovadas. 

Somando aqueles que não apresentaram documentos e aqueles que tiveram os documentos reprovados, 204.243 pessoas terão uma segunda chance de apresentar os comprovantes durante o período de recursos. Os documentos são os mesmos exigidos no prazo regular. O resultado do recurso será divulgado em 5 de maio.  

Clique aqui para conferir os documentos aceitos nos recursos de justificativa de ausência 

Novidades –
 O período de solicitações de isenção da taxa e de justificativas de ausência ficou aberto de 2 a 15 de abril. Este ano, mais pessoas tinham direito à isenção, com a ampliação do benefício para os participantes do Encceja 2017 que obtiveram proficiência nas áreas de conhecimentos do ensino médio nas quais se inscreveram. O período de recursos também é uma inovação desta edição para garantir uma segunda chance aos interessados. Se tanto os pedidos iniciais quanto o recurso forem reprovados, o interessado em fazer o Enem 2018 ainda terá a opção de fazer a inscrição e pagar a taxa de R$ 82.

As novidades complementam as mudanças lançadas pelo MEC e Inep no Enem 2017 para evitar o gasto desnecessário do dinheiro público. As últimas cinco edições do Enem, juntas, representaram um prejuízo de R$ 962 milhões com participantes que se inscreveram, mas não compareceram às provas. No Enem 2017, foram 2.017.253 ausentes e, dentre esses, 83,8% eram isentos. Além disso, dos 222.132 participantes que eram ausentes reincidentes, 92,78% eram isentos. O prejuízo com ausências no Enem 2017 foi de R$ 176.590.328.

Clique aqui para acessar a Página do Participante

Deixe uma resposta