Sem MDB e PSDB, José Ronaldo terá metade do tempo de Rui Costa

Publicidade 2
Foto: Manu Dias/ GOVBA

Se a eleição fosse hoje e o pré-candidato ao governo da Bahia José Ronaldo (DEM) não coligasse com o MDB e o PSDB, o democrata já entraria na disputa com o governador Rui Costa (PT) em desvantagem no quesito tempo de televisão. É o que mostra a análise feita a partir do levantamento sobre a propaganda eleitoral no rádio e na TV feito por Ismerim Advogados Associados.

De acordo com a análise, o ex-prefeito de Feira de Santana teria, sem o apoio do MDB e do PSDB, 1 minuto e 11 segundos de propaganda gratuita, desconsiderando alguns milésimos de segundos para facilitar o cálculo.

O tempo foi estimado a partir da coligação DEM-PTB-PRB-Solidariedade-PPS e PV, partidos hoje mais propícios a apoiar José Ronaldo.

Já Rui Costa teria 2 minutos e 47 segundos, com a coligação PT-PP-PSD-PSB-PR-PDT.

Ainda que o governador conquiste o aval de 20 agremiações, por exemplo, só será somado o tempo dos seis primeiros partidos na escala do maior para o menor.

Agora, se conseguir o MDB e o PSDB, Zé Ronaldo terá 2 minutos e 25 segundos, uma diferença de apenas 22 segundos em relação ao petista. Por causa do escândalo das malas dos irmãos Vieira Lima, o feirense foi aconselhado pelo prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), a não ter o apoio dos emedebistas na corrida eleitoral, mas o ex-prefeito já sinalizou que quer.

Se o deputado federal João Gualberto (PSDB) mantiver a decisão de concorrer ao governo e conseguir apenas o apoio do PSC e do PROS, ele terá 55 segundos.

Na hipótese de o ex-ministro João Santana sair candidato sem coligar, o emedebista terá 47 segundos. Já os outros candidatos João Henrique (PRTB) e Marcos Mendes (PSOL) terão, respectivamente, um minuto e três segundos.

Fonte: bahia.ba

Deixe uma resposta