Gestão Ambiental BR-101NE/DNIT monitora atividades arqueológicas da UFPE, nos estados de Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

Publicidade 2

O monitoramento realizado mensalmente pela equipe da Gestão Ambiental BR-101NE/DNIT das atividades desenvolvidas pela equipe de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, foi efetivado dos lotes 1/PE ao 4/BA. As ações, monitoradas em caráter mensal, foram intensificadas através das atividades de movimentação de terras ao longo do trecho.

No Lote 4/AL, de responsabilidade do Consórcio BR-101/AL, a equipe da UFPE realizou atividades de educação patrimonial no canteiro de obras do Consórcio BR-101/AL, onde os colaboradores receberam materiais educativos e orientações acerca de conceitos sobre arqueologia, tipos e exemplos de materiais arqueológicos, o papel da equipe da UFPE nas obras, e ainda o contato para comunicar acerca de algum achado para posterior identificação e resgate do material a ser historiado.

Na Bahia, a Gestora Ambiental BR-101NE/DNIT acompanhou a equipe da UFPE em áreas de terraplenagem, empréstimo e bota-fora, localizadas nos municípios de Rio Real e Esplanada. Já nos municípios de Teodoro Sampaio e Coração de Maria, Lote 4/BA, foram encontrados vestígios de materiais arqueológicos em áreas com atividades de limpeza de superfície e desmonte de barreira. Os objetos encontrados são fragmentos de: Faiança fina, cerâmica, vidro, porcelana, telha, lítico e ferro, que correspondem aos séculos XVIII a XX. Na ocasião, a equipe de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, coletou parte dos itens para estudos em laboratório.

A equipe Gestora Ambiental BR-101NE/DNIT continuará acompanhando a realização do monitoramento arqueológico e das atividades de educação patrimonial promovidas pela equipe de Arqueologia da UFPE em atendimento às demandas apresentadas no PBA e na Licença de Instalação (LI) Nº 872/2012 – Retificação.

Redação com Assessoria de Comunicação BR-101/NE

Deixe uma resposta