Pacientes sofrem com falta de raios-X em Entre Rios

Publicidade 2
Foto: Divulgação

Dentre as indicações da noite desta quarta-feira (11), estava a indicação do vereador José Valter Conceição do Santos, que solicita que a Secretaria de Meio Ambiente de Entre Rios fiscalize a obra do consórcio Mota Empa, visando coibir a queda de detritos no Rio Subaúma, o mesmo que hoje encontra-se com a capacidade reduzida.

Ofícios também foram recebidos e aprovados para utilização do plenário na Câmara na audiência pública que tratará da LDO – Lei de Diretrizes orçamentária e PPA – Plano Plurianual.

Todas as outras matérias foram aprovadas por unanimidade dos presentes.

O que disseram os vereadores

Lendo uma mensagem recebida de uma estudante da zona rural o Vereador Alexandre da Silva Lima, relatou a insegurança das estradas de Entre Rios, e os constantes assaltos e relatou que buscará o apoio ao executivo junto aos colegas para tentar uma solução para essa situação.

Raio-x inaugurado ainda não estava funcionando, os estacionamentos de grandes veículos para descarga dos materiais, veículos estacionados nas praças e calçadas também foram citados na tribuna pelo Edil Israel Lobato.

Marcos César relatou que recebe diariamente o cronograma da coleta de lixo da sede do município e questiona “Porquê não faz em Porto de Sauípe também?”.

Política
Reforma administrativa também foi uma bandeira defendida pelo Edil, como secretarias exutas e mais eficientes.

Esporte
A quadra Poliesportiva de Porto de Sauípe continua com falta de iluminação na orla do município.

Educação
O alerta do vereador foi referente a manutenção ou troca dos veículos pois os carros vem quebrando bastante e deixando os alunos sem aula.

Nomeação do diretor(a) do hospital foi uma cobrança, ressaltando também a obra da Moto Empa na construção em cima do Rio Subaúma cobrou o Vereador Felipe Argôlo.

Joseval solicitou moção de louvor a secretária de assistência social do município.

O vereador e Professor Dedé denunciou o não recebimento de dois meses de salário e seis meses sem cesta básica, além da baixa na carteira de diversos trabalhadores e estão sem saber o que fazer na poda das Árvores do município. “São cerca de 18 funcionários que estão passando necessidade”.

O Presidente Leandro Simões relatou que teve ciência das ações criminosas ao estudantes entrerrienses e falou que a população vem cobrando muito aos próprios e garantiu que irá reforçar as cobranças aos responsáveis e que breve acontecerá uma reunião com o Delegado e o Major da Polícia Militar.

Na próxima Quarta-feira (18), a sessão acontecerá às 09:00h da manhã.

Aperte o play:

Pronunciamento do vereador Israel Lobato:

Fonte: Entre Rios Notícias

Deixe uma resposta