Moradores do residencial Linha Verde/Calu reclamam da falta de iluminação pública

Publicidade 2

Moradores do residencial Linha Verde/Calu se queixam da falta de iluminação pública no conjunto. Segundo eles a escuridão toma conta do local trazendo insegurança para os mesmos. Para piorar, em algumas casas a COELBA não fez a ligação de energia, ou seja, é escuridão dentro e fora de casa.

O secretário municipal de serviços públicos, Harnoldo Azi, disse estar a par da situação e apontou falhas na entrega da obra. De acordo com o secretário, uma vistoria foi feita no local e constatou que o numero de braços de luz colocados no conjunto é insuficiente. A empresa contratada pela CAIXA para execução da obra foi consultada pela secretaria e se justificou alegando que contratualmente o projeto feito entre ela e a instituição financeira só previa a entrega de 54 braços de luz, quando seriam necessários 92. Resultado, as ruas do conjunto possuem um poste com braço de luz, outro sem, de forma salteada.

O residencial Linha Verde/Calu foi entregue no dia 24 de março e já apresenta problemas. O secretário não poupou a CAIXA, a quem acusou de ser negligente na fiscalização fazendo com que uma obra com falhas fosse entregue pela empreiteira, criando assim um ônus que prefeitura que terá que arcar.

Para resolver o problema, Harnoldo disse que já encomendou 50 braços de luz para colocar não só no residencial Linha Verde/Calu, mas também na Avenida principal da Ayrton Sena até a entrada do conjunto e nas imediações da Faculdade de Medicina, locais onde também constatados problemas semelhantes.  

Sobre a ligação da energia nas casas, até o fechamento da matéria a COELBA não se pronunciou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: News InFoco

Deixe uma resposta