Neto se reúne com deputados antes de decisão

Publicidade 2

O prefeito ACM Neto (DEM) seria eleito com 40,3% em Feira de Santana se a eleição para governador da Bahia fosse hoje.Três dias antes de definir se será candidato ou não ao Palácio de Ondina, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), vai se reunir com a sua bancada de deputados estaduais. Segundo ele, o encontro acontecerá na manhã da próxima terça-feira. O chefe do Palácio Thomé de Souza se reuniu, nesta semana, com os vereadores e ponderou os prós e contras de ser disputar o governo.

“O que está em jogo em minha decisão [sobre ser candidato ao governo do estado] é o legado. Porque o que não posso comprometer nessa eleição é tudo que construí em seis anos. Sei do sacrifício e tudo que tive que dedicar para, ao lado de vocês, virar o jogo nessa cidade. Isso que pesa na minha decisão”, afirmou, naquele momento.

Neto prometeu que define até a próxima sexta-feira se vai entrar na corrida eleitoral, mas ressaltou que o anúncio sobre a decisão só acontecerá em abril, quando tem que renunciar a prefeitura se quiser concorrer ao governo. “A minha decisão interna será tomada até o final da próxima semana.

Isso não quer dizer que eu vou anunciar esta decisão antes do prazo. Pelo contrário, ela será tomada e vou conversar com os meus aliados. Vamos construir um ritual para que essa decisão possa se tornar pública na hora certa.

O conhecimento público deverá acontecerá entre os dias 6 e 7 de abril, que é o prazo máximo para nós oficializarmos uma renúncia ou não. Não tenha qualquer expectativa antes deste prazo”, afirmou, em entrevista coletiva, na cerimônia de entrega de imóveis do Minha Casa, Minha Vida no Jardim das Margaridas com a presença do ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

ACM Neto se recusou a detalhar os motivos pelos quais ainda não resolveu se vai brigar pelo Palácio de Ondina. Disse, porém, que não deve anunciar a decisão sobre ser candidato ou não, porque precisa antes discutir com os aliados. “Tenho mais de 10 partidos para conversar. Tenho que construir, caso eu não seja candidato, uma candidatura ao lado desse grupo. Caso eu seja candidato, tenho que preparar um conjunto de ações internas para deixar a prefeitura. Vou precisar de tempo para organizar as coisas depois dessa decisão. Por isso, não será anunciada”, pontuou.

Especula-se que, se ACM Neto não for candidato, o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), pode ser o escolhido para enfrentar o governador Rui Costa (PT). O vice-prefeito Bruno Reis (MDB) também já foi cotado para entrar no páreo.

Tribuna da Bahia

Deixe uma resposta