Recadastramento biométrico tem pouca fila e é feito em até 5 minutos

Publicidade 2

As longas filas já não existem mais, nem parece que é o mesmo lugar que, há meses atrás, milhares de eleitores se aglomeravam. Quem teve o título cancelado, dessa vez, para ficar quite com a Justiça Eleitoral, não vai enfrentar tanto transtorno assim na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no CAB. O processo para recuperar o documento, que inclue também a coleta das digitais, está demorando em média 5 minutos. 

Em Salvador, de acordo com o TRE, outros 446.096 eleitores também tiveram o título cancelado por perder o prazo estipulado pelo órgão. Na Bahia, 864.690 pessoas não fizeram o recadastramento.

A cabeleireira Dina Alves, 56 anos, disse que já sabia que poderia ter uma chance de recuperar o documento. Por isso, decidiu evitar as filas do período de recadastramento. Ela chegou às 9h, do bairro de Pituaçu, e as 9h15, já estava no guichê de atendimento. “Eles não iriam deixar tanta gente sem votar, tanta gente com o título cancelado. Além de não ter tempo, as filas estavam grandes demais”, reclamou. 

O motorista Ubirajara Felizardo, 40, concorda com a cabeleireira. “Era impossível fazer naquela época. Não tinha como ficar tanta gente sem votar. Estou aqui mas não está valendo ter o título de eleitor…”. 

A maioria dos comerciantes que aproveitam a grande movimentação para lucrar já não estão mais por lá. Os que ficaram, no entanto, lembram do período em que as vendas eram boas. “Fiz muito, muito dinheiro. Eu trazia 50 peças de salgado e em minutos acabava tudo. Chegava às 6 e ia pra casa às 8h30. Agora, demoro um pouco mais pra vender”, lembra a comerciante Cristina Santos, 50. 

Cristina conta que aqueles que faturaram com o aluguel das cadeiras já procuraram uma outra ocupação fora de lá. Provavelmente, acredita ela, com o investimento do dinheiro do aluguel dos acentos.

Onde fazer a biometria?
Postos com agendamento no site do TRE-BA 

Prefeitura-bairro Subúrbio-Ilhas – 288 vagas por dia – segunda a sexta das 8h às 19h – Rua Pará, Paripe

Prefeitura-bairro Pau da Lima – 264 vagas por dia – segunda a sexta das 8h às 19h  – Avenida São Marcos, São Marcos

Prefeitura-bairro Barra/Pituba – 204 vagas por dia – segunda a sexta das 8h às 19h – Rua Marquês de Monte Santo, Rio Vernelho

Prefeitura-bairro Cajazeiras – 175 vagas por dia – segunda a sexta das 8h às 19h –  Estrada da Paciência, Cajazeiras

Shopping Center Lapa – 350 vagas por dia – Rua Portão da Piedade, Barris

Shopping Paralela – 245 vagas por dia – Avenida Luís Viana Filho (Paralela)

Posto da Câmara Municipal – 320 vagas por dia – Ladeira da Praça, Centro

Postos com agendamento no site do SAC* 

SAC Barra –  Shopping Barra, Avenida Centenário, Chame-Chame

SAC Cajazeiras – Estrada do Coqueiro Grande, Cajazeiras

SAC Comércio – Avenida da França, Comércio

SAC Periperi – Rua Osvaldo Devai, Periperi

SAC Servidor (Boca do Rio) – Avenida Octávio Mangabeira

Postos com atendimento sem agendamento 

Estação Pirajá do Metrô (funciona das 7h às 13h) – 400 vagas por dia – das 7h às 12h e aos sábados das 7h às 13h

Estação Bonocô no Metrô – 250 vagas por dia – a partir de 7h.

Estação Ferroviária da Calçada – 250 vagas por dia – a partir de 7h. 

Sede do TRE (Centro Administrativo da Bahia) – Ordem de chegada – até às 18h – CAB

Confira os documentos necessários para fazer o recadastramento biométrico

– Documento oficial de identificação com foto (Ex.: original e cópia de RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar);

– Comprovante de residência atual original e cópia (emitido há, no máximo, três meses), no nome do eleitor ou de um parente, devendo comprovar o parentesco;

– Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: original e cópia da certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);

– Se for tirar o 1º título eleitoral, necessita-se ainda da original e cópia do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).

– A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o Passaporte, por não conter a filiação.

– O eleitor que tiver o título eleitoral anterior deve levá-lo na hora de fazer o recadastramento biométrico. Caso o tenha perdido não é necessário levar boletim de ocorrência.

–  Antes de comparecer ao cartório, é necessário ao eleitor consultar a existência de débitos com a Justiça Eleitoral. Para isso, bastará acessar o site (www.tre-ba.jus.br). A pesquisa é feita, por meio do menu principal, seguindo o caminho: Eleitor > Débitos do eleitor. Caso exista débito, a multa deverá ser paga previamente. O comprovante de pagamento deverá ser apresentado no momento do atendimento.

Fonte: Correio 24 horas

Deixe uma resposta