Prefeitura participa de reunião com beneficiários do empreendimento da Linha Verde e encaminha equipe técnica à Caixa Econômica

Publicidade 2

Profissionais da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMAS) participaram hoje (13), representando a Prefeitura, de uma reunião com beneficiários do Empreendimento Linha Verde Calu, do Programa Minha Casa, Minha Vida.

A SEMAS comunicou aos contemplados que toda a parte cadastral e de documentação que cabia à Secretaria já foi realizada e que tem cobrado, junto à Caixa Econômica, um retorno com relação à análise de dossiês.

Embora o processo esteja dentro do prazo previsto de execução e andamento, a Secretaria já agendou, para segunda-feira, às 13h30, uma reunião em Salvador entre a equipe técnica de habitação e representantes da Caixa Econômica. O objetivo é esclarecer a situação e agilizar os trâmites legais para a liberação do empreendimento.

Representantes da Secretaria destacaram que, por entender a ansiedade e a necessidade dos moradores contemplados pelo Programa, a Prefeitura tem intensificado a cobrança junto ao banco para que possa avançar no processo. A SEMAS também enfatizou que todos os assuntos discutidos na segunda-feira serão repassados imediatamente para o conhecimento dos contemplados pelo empreendimento.

Os beneficiários afirmaram que devem fazer uma manifestação na segunda-feira (15), a partir das 8h, em frente à agência 0065 da Caixa Econômica, em Alagoinhas.

Segundo o ex-vereador Radiovaldo Costa, que reuniu os beneficiários para a discussão deste sábado, o intuito é cobrar do banco rapidez no processo de avaliação. “O objetivo principal é mobilizar os contemplados para a resolução rápida e objetiva da entrega das casas, principalmente com foco em pressionar a Caixa Econômica Federal, já que o problema não está mais na Prefeitura. A Prefeitura já fez o que estava na sua competência, então agora é pressionar o principal ator nesse processo. Acho que, fazendo uma mobilização ordeira, pacífica, é possível ajudar na cobrança que a Prefeitura inclusive vem fazendo de forma institucional para que as casas sejam rapidamente entregues”, pontuou.

O prefeito Joaquim Neto resaltou que está empenhado em intermediar o processo e agilizá-lo para que a população, que espera ansiosamente pela moradia, garanta a tranquilidade de um espaço digno para viver.

Deixe uma resposta