Vereador de Esplanada pede apoio para cobrar dívida deixada pela Kardiê

Publicidade 2

Os episódios da novela Kardiê parecem não ter fim. Depois do fechamento da indústria por falta de capital gerando grande polêmica na cidade, do abandono do galpão onde a mesma operava, a Kardiê ainda não fechou a conta com seus ex-funcionários, que chega a um valor superior a 150 mil segundo informações levantadas.

Além de perderem os seus empregos, dezenas de funcionários ainda não receberam os seus direitos trabalhistas e pediram apoio do legislativo para buscar uma solução, já que a empresa não está mais na cidade e segundo informações retornou a sua cidade de origem, Barão no Rio Grande do Sul.

No plenário da Câmara Municipal na última sessão (13/11) o vereador Gilson Lima em seu pronunciamento, pediu aos seus colegas Edis o apoio financeiro, para ajudar uma Comitiva formada por ex-funcionários e membros do Sindicato a embarcarem para a cidade de Barão-RS, para buscar uma solução definitiva junto aos donos da Kardiê, tendo em vista que até o momento 43 ex-funcionários não receberam as parcelas para fechar esse ciclo de pesadelo.

“Quero contar com a sensibilidade de cada colega com esse caso e ajudarmos com o que for possível para poder enviar essa comitiva para buscar olho a olho uma solução”. Pediu Gilson Lima.

O vereador ainda pediu que o líder do governo na câmara o vereador Dr.Lucas Nascimento, leve essa solicitação ao prefeito Franco de Aldemir para que o mesmo possa contribuir com essa logística da comitiva. O vereador disse que sabe que a prefeitura não dispõe de verba específica para esse tipo de evento, mas o prefeito pode ajudar do próprio bolso. Lima ainda disse que, segundo informações levantadas, já existe uma mobilização para um processo trabalhista contra essa indústria.

O vereador Lucas Nascimento, que também é advogado, disse que a Kardiê deixou motivos suficientes para que esses funcionários entrem de imediato na justiça. “Não tem o que esperar, eles precisam pagar caro pelo que estão fazendo com esses jovens e com os pais de família que estão sofrendo com essa situação”. Disse o líder do governo.

*Com esplanada Agora

Deixe uma resposta