Brasil Destaque

Mais de 490 mil baianos fazem Enem hoje; veja tudo sobre o exame

Estudantes passarão por detectores de metal nos locais de prova do EnemRovena Rosa/Agência Brasil

A Bahia tem 490.233 mil inscritos para fazer o Enem deste ano, 26,2% a menos que o ano passado, segundo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). No estado, a prova vai ser aplicada em 160 municípios.

Salvador é o município que concentra o maior número de candidatos: são 120.241 dos inscritos. Em seguida está Feira de Santana, com 27.944, Vitória da Conquista, com 18.732, Itabuna, com 11.620, e Juazeiro, com 11.580.

Ao todo, são 2.240 atendimentos de deficiência física, baixa visão, déficit de atenção. Serão usados 4.391 recursos de acessibilidade, sendo 77 videoprovas traduzidas em Libras, novidade desta edição. Também serão 1.184 atendimentos específicos, 51,4% para lactantes. A Bahia teve 31 solicitações aprovadas para atendimento pelo nome social, 11 na capital.

Neste domingo (5) os estudantes farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. No próximo domingo (12), as provas serão de matemática e ciências da natureza.

Lanches
Quem for fazer a prova do Enem neste domingo pode levar lanches, mas deve ficar preparado para os procedimentos de segurança que vão ser adotados neste domingo (5). Segundo o Ministério da Educação, os lanches vão ser vistoriados pelos fiscais, como medida de segurança.

Prova personalizada
Essa é a primeira vez que as provas vão ser personalizadas com os nomes dos candidatos. Haverá o nome e o número de inscrição no caderno de questões e no cartão de respostas. Ao receber a prova, o candidato deverá verificar se o caderno de questões e o cartão de respostas têm a mesma quantidade de itens, se o nome está correto e se não há defeito gráfico.

Direitos humanos
Os pedidos de liminar feitos pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e pela Advocacia-Geral da União (AGU) para permitir a anulação das redações Enem que desrespeitem direitos humanos foram negados neste sábado (4) pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia. 

Ausência
Assim como as novas regras para isenção, o Enem 2017 também tem novas regras para justificativa de ausência. O participante isento que se inscrever, não comparecer e não tiver uma justificativa para a ausência perderá o direito à isenção nas próximas edições do Exame. As mudanças nas regras de gratuidade, e de justificativa de ausência, visam garantir que o benefício seja concedido às pessoas que, de fato necessitam. O prejuízo aos cofres públicos com abstenções no Enem 2016 foi de R$ 226.173.488,36. Dentre os que solicitaram isenção no ano passado, uma média de 50% não compareceu às provas do ano passado.

Local de prova
Quem ainda não sabe onde vai fazer a prova pode olhar o Cartão de Confirmação da Inscrição no site do Inep. Para acessar é necessário informar o número do CPF e a senha cadastrada na inscrição. Um passo a passo para recuperação da senha está disponível na Página do Participante para aqueles que a esqueceram. Não é obrigatório levar o Cartão de Confirmação impresso no dia das provas.

Documento
É obrigatório apresentar um documento oficial de identificação com foto. O documento pode ser a carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, carteira de reservista ou passaporte. A carteira de estudante não será aceita como documento oficial. Também não serão aceitas cópias, nem mesmo as autenticadas. Se o candidato perdeu ou teve o documento roubado, deverá apresentar um boletim de ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias de hoje.

Caneta
Para fazer as provas, a redação e preencher o cartão de respostas o candidato terá de usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas.

Esquema de transporte
A Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) reforçou 93 linhas que vão operar com 560 veículos. As outras linhas vão operar normalmente na cidade. Essas linhas atendem aos principais corredores da Orla, Miolo e Subúrbio. A operação especial de transporte vai acontecer das 8h às 16h. Além destes ônibus extras, a Semob terá o reforço de nove veículos reguladores nas Estações Acesso Norte, Pirajá e Mussurunga. Esses veículos ficarão à disposição entre as 14h e 20h.

Atestado de comparecimento
Quem precisar comprovar sua presença na prova, para apresentar no trabalho, por exemplo, deve levar a declaração de comparecimento impressa e colher a assinatura do coordenador no dia da prova. O formulário está disponível na Página do Participante.

Itens proibidos
Não é autorizado o uso de celular ou de qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas. O candidato também não poderá usar lápis, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, boné, chapéu, gorro e similares e portar armas de qualquer espécie, mesmo com documento de porte. Se estiver com um desses objetos, eles deverão ser colocados no porta-objetos.

Segurança
Este ano novas medidas de segurança vão ser adotadas nos locais de prova. Serão usados 67 mil detectores de metal durante o Enem, um para cada 100 participantes. Os participantes também serão vistoriados na entrada e na saída de todos os banheiros das 13.632 coordenações de local de aplicação. Neste ano também serão usados detectores de ponto eletrônico.

Cerca de 23 mil agentes de segurança pública trabalham na segurança do exame, fazendo a escoltas das rotas, de distribuição e da operação reversa; na vigilância dos locais de armazenamento e no monitoramento dos processos no período da aplicação. O Enem reúne o Exército Brasileiro, a Marinha do Brasil, a Força Aérea Brasileira, a Polícia Militar, a Polícia Civil, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros Militar e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

 Também haverá atuação do Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN), com sede em Brasília, além de 12 Centros Integrados de Comando e Controle Regional (CICCR), com sede nas cidades que sediaram a Copa 2014; e com 15 centros de operações localizados nos demais estados brasileiros.

Logística
Estão envolvidos no processo 41 mil funcionários dos Correios, que trabalham na  distribuição das provas e a logística reversa, que envolve o transporte dos cartões-resposta e das folhas de redação dos locais de prova até a estrutura de correção do consórcio aplicador. Na operação reversa, serão 200 colaboradores da Fundação Getúlio Vargas e 500 da Fundação Cesgranrio.

Correção da prova
Responsável pela correção das redações, a Fundação Vunesp contará com 9 mil professores. Também haverá cerca de 500 servidores do Inep trabalhando no processo, com representantes em todos os estados.

Nota do Enem
A nota do Enem permite ingresso não só em cursos de graduação nas universidades públicas e particulares, mas também bolsas de estudo parciais ou integrais através do Programa Universidade para Todos (Prouni), além de vagas em cursos técnicos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e até graduação na Europa. O Inep é conveniado com 27 instituições portuguesas, nas quais o aluno pode utilizar o desempenho no exame para ingressar num curso superior. Veja a lista completa das insituições portuguesas e os requisitos das instituições no site http://portal.inep.gov.br/web/guest/enem/enem-em-portugal. O candidato também tem chance de conseguir vaga no segundo semestre, através de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), sistema pelo qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas aos participantes do exame. 

*Com Correio da Bahia

Ultimas Notícias