Imbassahy está sem espaço na política baiana

Publicidade 2

Apesar de todas as tentativas de derrubada do ministro articulação política do presidente Michel Temer (PMDB) por parte de deputados do “centrão” terem sido infrutíferas, é na política baiana que Antonio Imbassahy (PSDB) enfrenta grandes dificuldades. Tamanho desgaste nos bastidores da política nacional também repercute na política local, algo que o deputado federal precisa pensar e se virar. Imbassahy, hoje, tem pequenas chances de ser indicado pelo PSDB para compor a possível chapa que deverá contar com prefeito de Salvador ACM Neto na disputa pelo governo estadual.

A alternativa seria sair para outro partido forte, o PMDB. No entanto, atualmente é uma sigla devastada na política local com o ocaso de Geddel Vieira Lima, o que impede o ministro de concorrer ao cobiçado cargo de senador. Além disso, circula nos bastidores que ACM Neto ainda não superou as decisões e declarações de Imbassahy na disputa pela Prefeitura da capital em 2008, quando os dois ficaram fora do segundo turno.

Outro fator que pesa contra Imbassahy é a avaliação que ele agrega quase nada a uma candidatura de Neto, uma vez que o tucano tem base eleitoral em Salvador e o eleitorado é o mesmo do demista. Some-se a isso o fato de que fundo partidário e eleitoral do PSDB estão garantidos para o DEM. Ou seja, Antonio Imbassahy é sem importância na composição majoritária na Bahia.(brasil247)

Deixe uma resposta