Política

Rui avisa que só fará novas mudanças no secretariado em março

Foto: Alexandre Galvão/ bahia.ba

Apesar das pressões de partidos e aliados, o governador Rui Costa deu por encerradas as mudanças no seu secretariado, pelo menos até o próximo ano.

Perguntado durante coletiva de imprensa após a posse da nova titular da Cultura, Arany Santana, no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo (CAB), em Salvador, o petista avisou que só pretende promover alterações em sua equipe devido ao cenário eleitoral de 2018.

“No secretariado, a princípio, estão feitas as mudanças”, disse Rui, ao completar: “A nível [sic] de secretariado, só em marco do ano que vem, quando os secretários que forem candidatos tiverem que se desincompatibilizar para disputar as eleições”.

Em relação às cobranças de deputados, sobretudo do PP, que assumiram promover um boicoteàs votações de projetos do Executivo na Assembleia Legislativa, Rui negou haver empecilhos. “Não tem impasse partidário. Evidente que sempre, aqui ou ali, tem disputa de um ou de outro deputado para esse ou aquele cargo”, reconheceu.

Em relação à disputa nacional, em que o ex-presidente Lula aparece como favorito nas pesquisas, o governador atribuiu o resultado a uma expectativa popular.
“O povo brasileiro quer um governo que coloque o Brasil do tamanho que ele é. Quer um país que volte a trazer esperança e otimismo para o seu povo. O Brasil é um país de forte potencial de atração de investimentos. Povo está cansado e quer voltar a sonhar”, apostou.

Especificamente sobre a Secult, Rui Costa negou a redução de orçamento, um dos motivos de queixas do ex-secretário Jorge Portugal – “Eu não só mantive como ampliei” – e elencou que as prioridades da pasta com a nova gestão são a regionalização da Cultura, por meio de projetos como as escolas e as estações culturais, e a recuperação da Sala do Coro do Teatro castro Alves (TCA).

“Vamos levar arte e cultura para os quatros cantos da Bahia”, prometeu o governador.

Bahia.ba

Ultimas Notícias