Contrato pode chegar a R$ 4,6 milhões

Dados da Receita Federal

Uma das cidades mais pobres do Brasil, Aramari, na região de Alagoinhas, gastou no mês de agosto o equivalente a R$ 220 mil com a Cooperba – Cooperativa de Trabalho dos Agentes de Prevenção e Perdas da Bahia, instituição que tem em seu documento na Junta Comercial com um capital social de R$ 2 mil.

O valor gasto pela Prefeitura de Aramari consta na Prestação de Contas do Tribunal de Contas dos Municípios, e equivale a mais de 10% da arrecadação mensal do município, cerca de R$ 2,1 milhões mês entre receita própria e transferências.

Dados do TCM – Renda anual do município | R$: 25.653.319,66

Pela prestação de contas, a Prefeitura pagou à Cooperativa pelos serviços prestados na contratação de mão de obra com valor médio de R$ 500. Com esse valor de R$ 220 mil daria para contratar mais de 200 prestadores de serviços, com jornada de 8 horas/dia.

Dados do TCM – Pagamento realizados no mês de Agosto para a Cooperativa, totalizado R$: 220.060,30

Recentemente, a Prefeitura de Aramari promoveu cortes em suas despesas com pessoal, diminuindo, inclusive, os salários do prefeito e secretariado. Na contramão, a Prefeitura contrata uma Cooperativa que pode faturar quase R$ 5 milhões.

Contrato entre a prefeitura e a Cooperativa no valor de R$: 4.613.292,20 | Dados obtidos no Diário oficial do municípios.

 

Fatura – Significado:

  • transitivo direto e bitransitivo
fazer a fatura de (mercadoria vendida).
“eles faturam a mercadoria por uma exorbitância”
  • transitivo direto
incluir na fatura (uma mercadoria).
“não esqueceu de fatura os enlatados”

 

Redação Se Liga Alagoinhas

Publicidade 3