Fiscais da Adab suspendem atividades contra nomeação de diretor-geral

Publicidade 2
Foto: Jussara Andrade

Fiscais da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) de todo o estado cancelaram as atividades até a próxima segunda-feira (18), em protesto à nomeação do ex-prefeito de Alagoinhas, Paulo Cezar Simões, como novo diretor-geral da autarquia. A decisão foi tomada em assembleia da categoria, realizada pela Associação dos Fiscais Agropecuários da Bahia (AFA).

“Não reconhecemos ou achamos legítima a indicação. Há três anos o governador insiste em nomear, para o cargo de diretor-geral, pessoas sem qualificação técnica. A prerrogativa seria a de que ele [Paulo Cezar] tem nível superior, o que ele não possui também”, justificou Raimundo Sampaio, vice-presidente da AFA-BA. Sampaio opinou ainda que, por se tratar de um cargo técnico, a posição deveria ser ocupada por um engenheiro agrônomo ou médico veterinário.

Segundo a categoria, os servidores entraram com representação no Ministério Público para impedir que o ex-prefeito continue no cargo. “Se tivermos casos de febre aftosa ou uma nova ocorrência de vassoura de bruxa, por exemplo, que ocasione uma suspensão das exportações de frutas… se um episódio sanitário desse acontece, não teremos um técnico com capacidade e mérito para defender a instituição perante as organizações internacionais”, disse Sampaio.

Nomeação – A nomeação foi publicada no Diário Oficial do Estado, no último dia 28 de agosto, pelo governador Rui Costa (PT). Ao bahia.ba, Paulo Cezar afirmou que o petista “prometeu” convocá-lo há cerca de três meses, em acordo com o prefeito de Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, Oziel Oliveira (PDT). “Tinha o compromisso anterior do governo e, graças a Deus, foi cumprido”, afirmou o diretor-geral.

“Eu diria que é importante o governo ter pessoas de várias regiões do estado. Não pode ter pessoas só dessa ou daquela região”, declarou Rui, ao ser questionado se as  indicações de Oziel eram uma forma de “fortalecer eleitoralmente” o governo na região mencionada.

Procurado nesta quinta-feira (14) para comentar o protesto dos fiscais da Adab, Paulo Cezar não atendeu aos telefonemas.

Fonte: Bahia.ba

1 COMENTÁRIO

  1. Paulo Cézar não têm nenhuma competência para ficar á frente da Adab.Não precisa ser nenhum perito para saber disso! Não teve nenhuma competência também para administrar ALAGOINHAS.

Deixe uma resposta