Líder do PT na ALBA cobra posição de aliados de Geddel e Temer

Publicidade 2
Deputado Joseildo Ramos

Líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Joseildo Ramos cobrou, nesta terça-feira (05), um posicionamento da bancada de oposição na Casa acerca da operação da Polícia Federal que apreendeu caixas e malas de dinheiro em um apartamento em Salvador, supostamente associados ao ex-ministro Geddel Vieira Lima.

“Quero saber quantos serão solidários ao ocaso de um político extremamente arrogante, que há bem pouco tempo atrás, em junho de 2015, estava conclamando os brasileiros para irem às ruas, baterem suas panelas ariadíssimas contra a corrupção dos petistas”, provocou o parlamentar.
 
Para Joseildo, o episódio que agrava ainda mais a imagem do ex-ministro do Governo Temer tem impacto direto no presidente em exercício e deve figurar como “capítulo, talvez, final” do processo de esvaziamento e enfraquecimento dos apoios políticos. “Os estertores dessas lideranças, num passado muito recente, irradiavam empáfia e centralidade da ética. Agora a corrupção está não apenas próxima, mas colada na pele do presidente, e não ouço vozes, não escuto panelas”, ironizou.
 
Ainda de acordo com o parlamentar, o silêncio das lideranças políticas aliadas ao ex-ministro e ao Governo Temer é uma tentativa de dissociar a imagem neste momento pré-eleitoral. “Vários políticos baianos apoiam ambos, como ACM Neto, por exemplo. Mas a gente não encontra isso nas ruas, nos discursos e nas manifestações de maneira clara. Isso não significa que o apoio não continue de maneira velada, porém obstinada. Significa apenas que existe um esforço para que isso não chegue ao público”, afirmou. 
Deputado Estadual Joseildo Ramos (PT)
Líder da Bancada do Partido dos Trabalhadores na ALBA

Deixe uma resposta