Azi rebate Solla: deveria se preocupar com a PF no encalço de Rui

Publicidade 2
A notícia das malas cheias de dinheiro localizadas em apartamento que seria de Geddel Vieira Lima, logo ganhou repercussão na Câmara dos Deputados. Entre os parlamentares baianos que comentaram o assunto envolvendo o ex-ministro do governo Temer,  Jorge Solla disse que o dinheiro encontrado financiaria a campanha do prefeito de Salvador ACM Neto, que deve se candidatar a governador em 2018. 
 
O deputado Paulo Azi, aliado de Neto, usou a tribuna para rebater o colega e associou as investigações da Polícia Federal ao governador da Bahia, Rui Costa. “O deputado Jorge Solla precisa lembrar que o governador Rui Costa, que está sendo investigado pela Polícia Federal, pode ser preso a qualquer momento e nem disputar as eleições do próximo ano”, disse. 
 
“Rui Costa está sendo investigado pela Policia Federal, acusado de receber dinheiro de uma empreiteira em troca de serviços de campanha de uma agência de mídia digital. E ainda tem os 30 milhões da CERB que o delator Cláudio Mello da Odebrecht disse que foram doados a campanha de Rui Costa em forma de propina”, completou o parlamentar. De acordo com Paulo Azi, os ataques de Jorge Solla e outros petistas ao prefeito ACM Neto são fruto do desespero. “Todas as pesquisas encomendadas pelo PT e partidos que apoiam o governo baiano colocam ACM Neto com uma ampla vantagem nas eleições do ano que vem. Como eles não podem mudar a realidade, partem para os ataques”, concluiu o deputado.
BNews

Deixe uma resposta