Vinte sobreviventes da tragédia são ouvidos pela polícia: ‘Depoimentos semelhantes’

Publicidade 2
Acidente ocorreu em Mar Grande, a cerca de 200 metros da costa (Foto: Rafael Alves/TV Bahia)

Vinte pessoas, entre passageiros e tripulantes, que sobreviveram ao naufrágio que deixou 18 mortos na Baía de Todos-os-Santos, entre Salvador e Mar Grande, foram ouvidos na 24ª Delegacia Territorial (DT/Vera Cruz), nesta sexta-feira (25).

Embora não tenha divulgado o teor das oitivas, o delegado Ricardo Amorim informou, por meio de nota da assessoria, que “os depoimentos estão bastante semelhantes, apresentando poucas divergências entre as versões”.

Para o delegado, mesmo com os depoimentos, ainda é cedo para determinar as causas do acidente.

A polícia diz que expediu guias de lesão corporal para todos aqueles que se apresentaram como vítimas da tragédia nesta sexta-feira. “Precisamos que todos aqueles que estiveram no Cavalo Marinho I, no momento do acidente, compareçam à 24ª DT para serem ouvidos”, disse o delegado.

Além de convocar os sobreviventes a prestar depoimentos, a polícia também quer que as vítimas se apresentam na delegacia para o reconhecimento e devolução de pertences apreendidos pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além da Capitania dos Portos durante os resgates.

Para além das pessoas ouvidas nesta sexta-feira, a Polícia Civil disse que os proprietários da empresa responsável pela embarcação também foram intimados e devem prestar esclarecimentos na próxima semana.

G1

Deixe uma resposta