Dirigentes de curso de Medicina aprovam estrutura da rede de saúde de Alagoinhas

Publicidade 2
Dirigentes de curso de Medicina

Os gestores do Centro Universitário Estácio de Sá estiveram em Alagoinhas nesta quarta-feira (16) em visita técnica para implantação da faculdade de Medicina no município. Recepcionados na Secretaria Municipal de Saúde (SESAU), a equipe vistoriou as instalações da Policlínica e de unidades de saúde da rede municipal. A avaliação positiva dos gestores reafirmou o compromisso de cooperação entre Universidade e Prefeitura.

De acordo com Silvio Pessanha Neto, gestor nacional e coordenador geral do curso de Medicina da Estácio, o compromisso da administração municipal com a saúde pública é notável. “Já visitamos as unidades da rede municipal de saúde anteriormente e, mais uma vez, sigo tranquilo, pois percebo as constantes melhorias que a Prefeitura vem implementando no município”, afirmou. “Alagoinhas se torna a segunda cidade no Nordeste a receber o curso de Medicina da Estácio e acreditamos que em março a nossa primeira turma estará entrando em sala de aula”.

De acordo com o secretário de saúde, Rodrigo Matos, todas as intervenções seguem as diretrizes definidas pelo Ministério da Educação (MEC). “A Prefeitura de Alagoinhas vem fazendo investimentos para adequar a estrutura aos requisitos necessários, pois entendemos que a chegada do curso de Medicina trará diversos ganhos para à população”, explicou. “Dentre eles, a ampliação da oferta de médicos e atendimentos, atração de investimentos, além do desenvolvimento de toda a região na qual o campus está sendo implantado”.

Em contrapartida, a Estácio de Sá concederá duas bolsas integrais a estudantes nascidos e residentes em Alagoinhas. O ingresso de estudantes será realizado através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), utilizando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Anualmente serão disponibilizadas 65 vagas para o curso de Medicina.

Os gestores da Estácio estimam que, entre o final de outubro e início de novembro, o MEC realizará uma visita ao município para avaliar as estruturas que serão utilizadas no curso e, após parecer positivo, a instituição de ensino divulgará o edital de contratação dos 15 docentes que irão lecionar para os alunos do primeiro ano letivo.

Deixe uma resposta